Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A decisão da Justiça mexe com a agenda de milhares de estudantes cearenses que sonham, a curto prazo, com a entrada na universidade. Fique atento: a desembargadora Therezinha Cazerta, presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), negou, na noite desse domingo, um pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) para barrarr a decisão da Justiça de São Paulo determinando que a divulgação dos resultados do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) seja suspensa assim que as inscrições forem encerradas. Com a decisão, os resultados não podem ser divulgados nessa terça-feira, dia 28, data estimada pelo governo.

As inscrições para o Sisu se encerraram às 23h59 desse domingo. O governo ainda pode recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) ou ao Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão da Justiça de São Paulo determina também que o governo comprove que o erro na correção das provas do Enem 2019 foi totalmente solucionado. A desembargadora destaca, em sua decisão, que cabe ao Poder Judiciário proteger “os interesses dos indivíduos quando violados”.

A presidente do Tribunal Regional Federal, da 3ª Região, considera que a situação é grave e justifica a suspensão do Sisu porque, assim que os resultados forem divulgados, eles geram expectativas dos candidatos, “tornando particularmente difícil que um erro a esse respeito seja reparado”. Ao longo desta segunda-feira, teremos novos desdobramentos em relação ao Sisu, o que gera expectativas para milhares de estudantes que fizeram as provas do Enem – tanto na Grande Fortaleza, quanto no Interior do Estado.

Confira as informações com o o correspondente do Jornal Alerta Geral, Carlos Silva: 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp