Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Uma relação com mais de 1,3 milhão de CPFs foram enviados pelo Ministério da Cidadania para Caixa Econômica Federal para a instituição realizar a averiguação e bloqueio de contas por suspeitas de fraudes no recebimento do auxílio emergencial.

De acordo com o ministério, não se pode afirmar ainda que todos esses CPFs sejam considerados cancelados ou inelegíveis para o recebimento do auxílio. No entanto, qualquer indício de ilegalidade é informado aos órgãos competentes, incluindo a Polícia federal, com a suspensão dos pagamentos.

Nessa terça-feira, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que o banco bloqueou ‘centenas de milhares’ de contas digitais por suspeita de fraude. Cabe aos trabalhadores prejudicados procurarem uma agência com um documento de identidade, para comprovar a legalidade de seu pagamento.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp