Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto: José Dias

O Presidente Jair Bolsonaro (PL), deve visitar o Ceará em fevereiro. O Estado é o berço político de Ciro Gomes (PDT) e local onde tem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com alta popularidade. Antes de pisar em solo cearense, Bolsonaro disse em conversa com apoiadores em sua saída no Palácio da Alvorada, nesta terça-feira, 18, que estará no dia 9 de fevereiro no Rio Grande do Norte e complementou: “Também estarei no mês que vem na Paraíba e acho que no Ceará”, revelou.

Segundo o Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, o presidente desce de avião em Mossoró e de lá segue para Jardim de Piranhas, porta de entrada da transposição a partir do Rio Piranhas-Açu, que nasce no vizinho estado da Paraíba. “Para mim é a obra mais importante da minha vida e do meu Estado, porque segurança hídrica é vida e essência”, declarou o ministro.

No Ceará, Bolsonaro deve visitar a cidade de Jati, na região do Cariri, local onde tem um reservatório do Projeto de Transposição das águas do Rio São Francisco. O Nordeste é a região onde o Presidente tem os piores índices de avaliação, conforme a pesquisa divulgada pelo instituto Datafolha (67% de rejeição).

Críticas a Moro

No encontro com apoiadores, Bolsonaro fez uma crítica velada ao ex-ministro da Justiça Sérgio Moro (Podemos), pré-candidato à Presidência da República. “Depois da saída de um cara que estava na Justiça, não vou falar o nome dele aqui, eu acho que quintuplicou a apreensão de drogas”, afirmou.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp