Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Caucaia sediou nessa quarta-feira (5), o lançamento da cartilha “Alegria de Viver”, material educativo de combate à automutilação e ao suicídio. A iniciativa integra as ações da Comissão da Infância e da Adolescência da Assembleia Legislativa e é encabeçada pela primeira-dama do município, deputada estadual Érika Amorim. O evento foi realizado no Centro de Formação e Avaliação Teresinha Costa Lima (Cenfa), na Tabuba, e contou com a presença do prefeito Naumi Amorim.

A impressão e distribuição do material é fruto de uma parceria com a Prefeitura. A cartilha será distribuída pela Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (SME) nas 187 unidades escolares da rede municipal de ensino e guiará o trabalho desenvolvido pelos profissionais da educação.

“Trabalhamos para proteger nossos jovens. Também focamos a saúde mental nas escolas. Hoje é um momento de avanço em Caucaia na prevenção a vida de nossos jovens e estamos comemorando este apoio firmado”, disse o prefeito Naumi Amorim.

“Demonstramos preocupação com o tema. Ainda há preconceito no Brasil em falar sobre o assunto”, pontua Érika amorim. Segundo a secretária de educação, Camila Bezerra, a cartilha será trabalhada nas escolas da melhor forma, para um maior entendimento entre professores e alunos. “Vamos capacitar nossos professores para que tenham mais conhecimento sobre o conteúdo”, disse.

A cartilha foi desenvolvida pela psicóloga e psicanalista Andrea Lima, que conta a história de Téo, um adolescente que enfrenta situações na vida como auto estima, família, identidade e relacionamento. Ela conta que desenvolveu o material ao longo de 10 anos durante trabalhos voluntário em escolas, ao ouvir os sentimentos dos adolescentes.

Na história, Téo sofre bullying. Ele também se depara com os questionamentos de sentimentos como desamparo, desesperança, depressão e desespero. “São situações corriqueiras entre adolescentes nas escolas”, conta. “Fiz a cartilha e quero que se multiplique e qualquer um possa imprimir e estou motivando a todos fazerem a sua parte. Estou fazendo a minha” ressaltou.

Segundo a psicóloga, as causas mais influenciadoras para a automutilação são conflitos familiares, exposição em redes sociais, desemprego e problemas afetivos. “A automutilação é um grito existencial e de socorro que insistimos em não ouvir”, afirma. A cartilha também possui exercícios de autoconhecimento, além de dicas de como identificar pessoas em situação de risco na pratica de automutilação e suicídio.

O momento foi oportuno para a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apresentar as ações desenvolvidas em Caucaia em prevenção ao suicídio. O programa “Você não está sozinho”, que engloba os projetos Salve Jovem, que leva palestras sobre automutilação e suicídio para dentro das escolas de Caucaia, e o Linha da Vida, linha telefônica 0800 para pessoas com sentimentos suicidas serem ouvidas.

“A dor dentro do adolescente é muito maior do que aquela que ele expõe na automutilação. Com isso, não queremos tratar estes projetos apenas como factuais. Estamos elaborando um projeto de lei para torna-los efetivos no município, para as próximas gerações”, disse o secretário da pasta, Moacir Soares.

 “Estamos trabalhando o mais rápido possível para que o Linha da Vida e o Salve Jovem virem lei”, finalizou Naumi.

Dados

Conforme relatório da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), o Ceará registrou no ano passado 643 casos de suicídio. Caucaia teve nove ocorrências. Estudos indicam que 90% dessas mortes poderiam ter sido evitadas se familiares e amigos do indivíduo tivessem identificado os sinais de que ele poderia tirar a própria vida, e se ele tivesse sido acolhido por uma Rede de Atenção Psicossocial (Raps).

No mundo, o suicídio tira mais de 800 mil vidas por ano. Isso equivale a um caso a cada 40 segundos. No Brasil, são mais de 11 mil mortes por ano – o referente a um registro a cada 45 minutos. Os dados são da Organização Mundial da Saúde (OMS), que considera a situação uma epidemia.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp