Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Em setembro de 2020, o comércio varejista cearense apresentou uma variação de  -4,4%, frente a agosto, na série com ajuste sazonal, terceira queda no ano, as outras foram março (-13,0%) e abril (-21,9%). No acumulado do ano, o varejo também registra queda (-9,3%), assim como no acumulado nos últimos 12 meses (-7,0%). 

image.png

No varejo ampliado, que inclui Veículos, motos, partes e peças e Material de construção, o volume de vendas ficou em -3,7% em relação a agosto de 2020, terceira variação negativa no ano. Em relação a setembro de 2019, o comércio varejista ampliado, no Ceará, cresceu 8,1%.

Seis das oito atividades pesquisadas tiveram altas

No comparativo de setembro de 2019 e setembro de 2020, observa-se que ocorreu alta em seis das oito atividades pesquisadas: Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (31,0%); Livros, jornais, revistas e artigos de papelaria (28,1%); Outros artigos de uso pessoal e doméstico (19,0%); Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (4,4%); Hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (2,4%); Tecidos, vestuário e calçados (1,9).

Os Combustíveis e lubrificantes, embora tenham apresentado um percentual negativo (-1,9%), obteve um índice melhor que o do mês de setembro de 2019 (-3,2); enquanto a atividade Móveis e eletrodomésticos (-3,2), teve uma queda impactante em relação a setembro de 2019 (30,8%).

image.png
image.png
image.png

Em setembro de 2020 em comparação ao mesmo mês do ano anterior, o setor de Veículos, motos, partes e peças registrou variação de 12,7% e o de Material de construção 25,1%.

(*)com informação da A.I

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp