Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Mais avanços na campanha de vacinação: o Ministério da Saúde anunciou, nesta sexta-feira (24), que aprovou a dose de reforço para médicos, enfermeiros e outros profissionais da área. Antes a aplicação do reforço da vacina era liberada pela pasta apenas para os idosos acima de 70 anos e imunossuprimidos.

“Acabamos de aprovar a dose de reforço para profissionais de saúde, preferencialmente com a Pfizer, a partir de seis meses após a imunização completa”, escreveu o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em seu perfil no Twitter.

Em agosto, quando anunciou que o reforço seria administrado, Queiroga chegou a anunciar que os médicos e demais profissionais da área estariam no público prioritário. Como a previsão não se confirmou, a categoria cobrava a inclusão.

A vacinação com a dose de reforço para os dois primeiros públicos foi liberada pelo governo federal a partir de 15 de setembro. Assim como os profissionais de saúde, podem tomar o reforço os idosos com mais de 70 anos que completaram o esquema vacinal há mais de seis meses. No caso das pessoas com baixa imunidade (imunossuprimidos), é preciso ter tomado a segunda dose há ao menos 28 dias.

Fortaleza inicia, neste sábado (25) a aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19 em idosos acima de 70 anos, por ordem decrescente de idade. A aplicação do imunobiológico será realizada mediante agendamento, com divulgação de listas nominais diárias no site da prefeitura.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp