Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Golpes pelo celular estão em alta e fazem vítimas diariamente no Ceará, segundo o titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), da Polícia Civil, delegado Jaime de Paula Pessoa Linhares. Duas práticas criminosas acontecem pelo aplicativo WhatsApp e a outra, pelo chip.

No golpe conhecido como “link fraudulento”, o criminoso envia uma mensagem via WhatsApp, se passando principalmente por empresas, e prometem prêmios. Quando a vítima clica no link, é levada para um site, que solicita dados pessoais. Com as informações, o golpista comete outros crimes.

Outro golpe que é realizado pela mesma plataforma é o “roubo do WhatsApp”. O golpista envia um SMS para a vítima e pede para que ele responda quais os caracteres que ela recebeu na mensagem. Com o número, o criminoso ativa o aplicativo no seu chip, resgata os contatos da conta e pede recursos emprestados aos mesmos.