Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O avião trazendo mais 41.500 doses de AstraZeneca pousou no Aeroporto de Fortaleza no fim da tarde desta sexta-feira (24). Outro voo, com 191.880 de Pfizer, chegou por volta das 22h à capital cearense. Com essas duas remessas, o Ceará soma mais 233.380 doses para imunizar a população contra a Covid-19. Os dois lotes serão utilizados para D2 (AstraZeneca) e D1 e D2 (Pfizer).

O Ceará já aplicou 9,46 milhões de doses, até as 17 horas dessa quinta-feira (23). Até então, 6,04 milhões de pessoas já haviam recebido a primeira dose. Dessas, 3,25 milhões completaram o ciclo vacinal com a segunda vacina. Outros 163 mil cidadãos foram agraciados com a dose única da vacina Janssen. Com os novos lotes recebidos através do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, e as 300 mil doses compradas, já são 12.078.266 doses. Por determinação da Anvisa, 142.802 doses de CoronaVac recebidas pelo PNI estão interditadas.

Compra direta e dose adicional

Esta semana o Ceará recebeu 300 mil doses de CoronaVac adquiridas diretamente pelo Estado junto ao Instituto Butantan. Os imunizantes serão utilizados para primeiras e segundas doses do público acima de 18 anos, permitindo com que as vacinas da Pfizer sejam usadas em adolescentes e idosos, que, a partir desta sexta-feira (24), passam a receber a dose de reforço em todos nos municípios cearenses.

Serão contemplados com a terceira dose (D3) pessoas com mais de 70 anos que tenham recebido a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há, pelo menos, seis meses, independentemente do imunizante aplicado anteriormente. Pacientes com grau elevado de imunossupressão também receberão o reforço. No caso deles, o intervalo mínimo cai para 28 dias. O agendamento ficará a cargo de cada prefeitura municipal.

Cartão Nacional de Saúde

Desde meados de setembro que o cadastro para a vacinação contra a Covid-19 no Saúde Digital está exigindo o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS), documento de identificação do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS).

A população pode ter acesso ao cartão pela internet, através da plataforma ConecteSUS. Quem já tomou alguma vacina ou recebeu qualquer atendimento nos serviços públicos de saúde já possui a numeração do CNS, inclusive aqueles que têm ou tiveram plano de saúde.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp