Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) corrigiu uma informação passada nesta quarta (13) e disse que ainda será marcada uma data especial para as cidades que considerarem a realização do Enem perigosa no contexto da pandemia de Covid-19.

De acordo com o Inep, essa data para os casos considerados pela decisão judicial ainda será definida e comunicada posteriormente. No restante do país, a prova impressa está mantida para 17 e 24 de janeiro, apesar da pressão de estudantes e entidades.

A juíza Marisa Claudia Gonçalvez Cucio, da 12ª Vara Cível Federal de São Paulo, negou o pedido de adiamento da prova, mas permitiu a remarcação nos municípios em que autoridades locais decidirem que a circulação dos candidatos nas datas do Enem pode trazer riscos para a cidade por causa da pandemia de Covid.

Além disso, o Inep afirmou que, “para qualquer caso dos que são passíveis de reaplicação”, o exame ocorrerá em 23 e 24 de fevereiro. São as mesmas datas em que candidatos privados de liberdade ou que tiverem sintomas de Covid-19 em janeiro poderão prestar o Enem.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp