Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Após os ataques de quarta e quinta-feira, os ônibus da Capital continuam circulando em comboios e com escolta policial. O procedimento está sendo direcionado para 45 linhas, agrupadas em 10 rotas diferentes. Conforme o Sindiônibus, o número foi definido a partir de critérios de segurança que levam em conta “a capacidade da polícia dar a devida segurança”, de acordo com o efetivo disponível.

O esquema de segurança teve início às 17h de quinta-feira e não tem data para ser encerrada, de acordo com o Sindiônibus. No total, 23 ônibus foram incendiados, além de outros veículos de concessionárias, como a Enel e agências bancárias.