Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governo chinês divulgou um relatório permitindo a exportação do melão brasileiro e para atender à demanda, tanto o volume de exportações quanto a área plantada deverão dobrar. Das frutas frescas que o Ceará exporta, o melão representa 67% do montante. Foram mais de R$ 165 milhões em exportações somente no ano passado. O melão produzido no Ceará já é exportado para União Europeia, Estados Unidos, Chile, Argentina, Uruguai e Rússia.

O jornalista Carlos Alberto Alencar, em seu comentário, nesta sexta-feira (24), no Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Grande Fortaleza + 26 emissoras + redes sociais), informou que o período que a China precisa importar frutas de outros países é de novembro a fevereiro, os meses de inverno na Ásia. O país é o maior consumidor mundial de melão. O secretário-executivo do Agronegócio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Silvio Carlos Ribeiro, explica sobre o próximo passo, que é criar condições de atender à demanda da exportação. Sobre o aumento da área plantada de melão, o secretário-executivo fala sobre o interesse internacional pela produção do Ceará e que o governo já foi contactado.

Confira na íntegra o comentário do jornalista Carlos Alberto Alencar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp