Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um dos maiores caciques do PSDB, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, declarou nesta sexta-feira (10) apoio à candidatura do senador Tasso Jereissati (CE) à presidência do PSDB, através das redes sociais. No texto ele diz que; “Diante do ocorrido ontem, e do acirramento que causou nas tensões do PSDB, apelo ao bom senso e às responsabilidades nacionais dos líderes do partido para que busquem restabelecer a unidade”.

Para ele, as “querelas internas” e “apego a posições, no partido ou no governo” não podem se sobrepor ao “clamor das ruas”. FHC afirmou se caso a crise interna persista, vai votar em Tasso para a presidência do partido. “Com isso, não faço ressalvas ao direito do governador de Goiás, Marconi Perillo, a quem respeito por sua fidelidade ao PSDB e pelo bom governo que faz, de ser eventualmente candidato.”

Antes, FHC defendeu que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, tenha “posição central” na sigla. Aliados de Alckmin já chegaram a sugerir que ele assuma o comando do PSDB. Argumentam que o governador é capaz de unir os tucanos, além de fortalecer o nome dele como candidato à Presidência da República. Ele observou que o partido deve continuar na defesa das reformas da Previdência e Trabalhista.

Com Agências