Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Campeonato Brasileiro acabou na última semana, e um dos times mais icônicos do nordeste brasileiro fez história. O Fortaleza se tornou o primeiro clube nordestino a conseguir uma vaga na Copa Libertadores através da Série A na era dos pontos corridos. A equipe cearense é a quarta da região a conseguir uma vaga no torneio continental, contudo, a única a alcançar este feito a partir de uma competição de pontos corridos. Antes do Leão do Pici, o Náutico, Bahia e Sport já haviam chegado na Libertadores.

Retrospecto

O Sport, em 2008, conquistou a Copa do Brasil, com isso, disputou a Libertadores de 2009. A equipe até se saiu bem inicialmente, sendo o líder de sua chave, após boa campanha na fase de grupos. Sendo que sua chave nas oitavas de final estava repleta de equipes consagradas, como Palmeiras, LDU e Colo-Colo. Com isso, o time recifense acabou sendo derrotado pelo Verdão na primeira fase do mata-mata da competição. O Leão da Ilha também havia participado do torneio em 1988.

Já o Bahia é o time nordestino que mais esteve presente na competição continental, somando três participações ao longo dos anos. A primeira em 1960, após ter conquistado a Taça Brasil de 1959, a segunda em 1964, após ter sido vice-campeão do mesmo torneio, e em 1989 após ser Campeão do Brasil em 1988. O Tricolor de Aço também é a equipe nordestina com a melhor campanha, já que alcançou as quartas de finais em duas ocasiões (1960 e 1989).

            Para terminar a lista, há também o Náutico, que chegou na Libertadores em 1968 após ser vice-campeão da Taça Brasil de 1967. Naquela edição, a equipe acabou caindo ainda na fase de grupos, onde tinha como concorrentes o Palmeiras, Deportivo Português e Deportivo Galícia, ambas equipes venezuelanas.

            Fase impressionante

            O Fortaleza terminou o Brasileirão na quarta colocação, ficando atrás apenas das três equipes com os elencos mais caros do Brasil. Tudo isso sob o comando competente do treinador argentino Juan Pablo Vojvoda, que foi apontado como o melhor do torneio por conta da campanha incrível.

A ótima campanha do clube pode até ter surpreendido alguns desavisados, mas sem dúvidas os torcedores do Fortaleza aproveitaram a boa fase para palpitar nos jogos do seu time do coração ao longo do Brasileirão utilizando os sites de apostas net, onde o usuário encontra uma gama de plataformas de palpites, além de uma lista de bônus e promoções que ajudam o jogador a se orientar neste mar de possibilidades que se tornou a indústria de apostas esportivas no Brasil.

E se engana bastante quem acha que a equipe cearense chegou nas cabeças por sorte. De acordo com o jornalista e analista de futebol, Mauro Cezar  Pereira, a boa campanha do Leão do Pici é fruto de um trabalho muito bem planejado. “O Fortaleza não é um acidente, o Fortaleza contratou o Rogério lá atrás e já foi uma sacada, porque ele tinha sido demitido do São Paulo, ficou um período viajando, vendo futebol, estudando e aquela coisa toda, aí convidou o Rogério e muita gente duvidou”, disse Mauro.

O jornalista ainda destacou que no ano em que o Leão do Pici retornou à Série A, a equipe logo conquistou uma vaga na Copa Sul-Americana, e agora chega até a Libertadores, ficando à frente do Corinthians, equipe que tem um orçamento muito superior ao time cearense. “Já é o segundo torneio internacional que o Fortaleza vai disputar, jogou Sul-Americana e nunca tinha jogado um torneio fora do país. Agora vai jogar a Copa Libertadores na fase de grupos e entrando à frente do Corinthians, atrás dos três, é do cacete isso, um negócio de maluco. É o exemplo escancarado de que dá para fazer a coisa direito. Então, o Fortaleza deu um show, porque não foi acidente, isso é o mais importante”, completa Mauro.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp