Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O empresário Ézio Caracas, genro do deputado federal Roberto Pessoa (PSDB), ganha espaços nas articulações políticas para fortalecer a base de apoio à pré-candidatura do Capitão Wagner (PROS) à Prefeitura de Fortaleza. Coube a Ézio fechar o acordo para o advogado e pré-candidato à Câmara Municipal, Pedro Matos, filho do ex-deputado federal Raimundo Gomes de Matos, se filiar ao PROS. Pedro era filiado ao PSDB.

Ézio garimpa, ainda, outras lideranças partidárias e comunitárias para ampliar o apoio ao Capitão em diferentes bairros de Fortaleza. Há quase dois meses, Wagner comemorou a assinatura da ficha de filiação de Pedro Matos ao PROS e a exibe, com orgulho, aos interlocutores com os quais conversa sobre as eleições de 2020.

Uma reportagem deste site, no dia 3 de fevereiro, mostra uma foto que reúne Wagner, Ézio, Pedro e Raimundo Matos em um café que selou a baixa no PSDB. Pedro era suplente e um dos nomes que o PSDB apostava para conquistar cadeira na Câmara Municipal.

* Acesse o link da reportagem citada acima: Prefeitura de Fortaleza: com articulação de Roberto Pessoa, Wagner atrai Raimundo Gomes e mina pré-candidatura de Carlos Matos

A presença marcante de Ézio nessas articulações gera ciúme entre aliados do Capitão, mas o seu poder político e a visão que conquistou, por exemplo, na área de saúde, o coloca hoje como uma voz ativa nas estratégias de campanha do pré-candidato do PROS.

Os tucanos resistiram a acreditar que Pedro e Raimundo abandonassem o ninho tucano. Ao longo de dois meses, Pedro entrava se saía das reuniões do PSDB, mas em momento algum comunicou que já estava filiado ao PROS. O vazamento das informações o fez, nesta semana, antecipar o que muitos já sabiam, menos os tucanos: o seu ingresso no PROS.

MARACANAÚ & FORTALEZA

O grupo de Roberto Pessoa, que concorrerá à Prefeitura de Maracanaú, deu um chute na pré-candidatura do tucano Carlos Matos à sucessão em Fortaleza e, desde o início do segundo semestre de 2019, trabalha para o Capitão Wagner. Como contrapartida, a base de Wagner apoia a pré-candidatura de Pessoa.

A costura de Roberto Pessoa, que provoca estragos na estrutura e imagem do PSDB, ultrapassa os limites da Capital e chega a Caucaia, onde tenta convencer a vereadora Emília Pessoa a declinar da candidatura à Prefeitura para compor, como vice, a chapa a ser encabeçada pelo deputado estadual Vitor Valim (PROS).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp