Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A área técnica do governo avalia a possibilidade de adiar o pagamento da Cofins, do PIS/Pasep e da contribuição das empresas à Previdência referente ao mês de junho. O pagamento desses tributos relativo aos meses de abril e maio já havia sido postergado para agosto e outubro, respectivamente. O objetivo é dar um alívio financeiro às empresas, que, por causa das medidas de combate à pandemia, enfrentam desde a segunda quinzena de março uma crise sem precedentes.

O jornalista Carlos Alberto Alencar, em sua participação no Jornal Alerta Geral desta segunda-feira (01), comentou que a decisão terá que ser tomada até junho, pois, se for confirmado o adiamento, os contribuintes terão que ser avisados com alguma antecedência. Cofins e PIS/Pasep são tributos federais que incidem sobre o fatura- mento, isto é, sobre o total das vendas das companhias, independentemente da ocorrência de lucro — sobre este incidem Imposto de Renda e CSLL. Quem paga Cofins e PIS/Pasep, portanto, são os consumidores. As empresas apenas repassam os valores à Receita Federal.

Confira na íntegra o comentário do jornalismo Carlos Alberto Alencar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp