Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Autoridades brasileiras e russas assinaram cinco atos bilaterais nesta quarta-feira (21) para intensificar a cooperação em áreas chaves para os dois países. Com esses acordos, Brasil e Rússia vão reforçar e intensificar as relações comerciais e econômicas.

Os presidentes da República, Michel Temer, e da Rússia, Vladimir Putin, comprometeram-se em declaração conjunta assinada hoje a promover o diálogo estratégico bilateral sobre diferentes temas de política externa e da agenda internacional.

Fica estabelecido na declaração o compromisso com o esforço global de combate à mudança do clima e com a implantação do Acordo de Paris, combate à corrupção, ao terrorismo e colaboração entre os dois países em temas como exploração do petróleo e do gás natural.

Aspiração do governo brasileiro, a Rússia ainda demonstrou apoio à candidatura do Brasil a membro permanente do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

Acordos

Após a reunião entre os dois presidentes, os ministros das Relações Exteriores, Aloysio Nunes; da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira; e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, assinaram os atos relacionados às suas áreas.

Entre os documentos assinados, estão ações como a eliminação das barreiras que impedem o desenvolvimento do comércio, o incentivo ao crescimento do intercâmbio comercial e de investimentos e a simplificação dos trâmites alfandegários.

 

“Assinamos acordos de facilitação de comércio e investimentos, de aprofundamento do diálogo político e renovamos uma parceria efetivamente estratégica”, afirmou Temer, lembrando que ambos os países passam por situações de retomada econômica similares.

Com a redução da inflação por conta das medidas tomadas pelos dois governos, foi possível, por exemplo, aumentar o saldo comercial neste ano. A parceria comercial movimentou US$ 4,3 bilhões no ano passado. E registrou aumento de 40% nos primeiros meses de 2017.

“Ainda há espaço para mais. Conheço bem as relações do Brasil com a Rússia, sei do que somos capazes juntos e estou certo de que, hoje, demos um passo importante rumo a esse futuro”, garantiu.

Investimento

Na visão de Putin, o crescimento das trocas comerciais mostra o empresariado russo está investindo de forma ativa no Brasil e que o terreno é propício para que as relações se intensifiquem, além de diversificar a estrutura de importação e exportação.

“Examinamos de maneira detalhada questões de cooperação bilateral, com foco nos assuntos econômicos. O Brasil é parceiro chave da Rússia e estou convencido de essas negociações foram contundentes, úteis e vão contribuir para aprofundar nossa relação”, disse o presidente russo.

Fonte: Portal Planalto