Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), desde o inicio da pandemia, em março de 2020, adotou uma série de medidas para garantir a segurança dos doadores e desde então vem reforçando os cuidados para evitar aglomerações nas unidades de coleta. Através do link: hemoce.reservio.com, o cidadão poderá escolher o local e horário disponível para realizar a sua doação. O agendamento também pode ser feito pelo telefone (85) 3101.2305 e pelo WhatsApp no número (85) 3101.2296.

As doações com hora marcada permitem maior controle no fluxo de pessoas nos postos e evita aglomerações. Após finalizar o agendamento, o doador recebe no e-mail cadastrado uma confirmação, que pode eventualmente ser apresentada aos agentes de fiscalização para justificar a saída de casa.

Além da ferramenta que possibilita o agendamento e evita possíveis aglomerações, o Hemoce também adotou medidas de prevenção nas unidades como a disponibilização do álcool em gel logo na entrada e o distanciamento entre as cadeiras para evitar a propagação do vírus e garantir maior segurança a profissionais e doadores.

O órgão ainda ampliou os locais de coleta em Fortaleza como no interior do Estado e o horário de atendimento, afim de garantir o melhor acesso do doador.

Segundo a coordenadora da captação de doadores de sangue do Hemoce, Nágela Lima, o ano de 2020, em que se iniciou a pandemia, se comparado à 2019, teve uma perda de 8% no número de candidatos a doações, mas essa redução não chegou a afetar o estoque.

Para ser um doador de sangue, é preciso estar saudável, bem alimentado, ter mais de 50 kg, ter entre 16 a 69 anos de idade e portar um documento oficial e original com foto. Os menores de 18 anos devem apresentar o termo de consentimento assinado pelos pais ou responsáveis. O termo está disponível para download no site do Hemoce.

Com apenas uma bolsa de sangue, é possível salvar até quatro vidas, já que o sangue doado é dividido em diferentes componentes. Os homens podem doar a cada dois meses e, no máximo, quatro vezes por ano. Já as mulheres têm a possibilidade de doar a cada três meses, desde que totalizem até três doações por ano.

(*) Com informações da Câmara Municipal de Fortaleza

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp