Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Em 2020, a produção agrícola cearense cresceu mais uma vez, atingindo o maior valor de produção dos últimos 20 anos. O valor da produção das principais culturas do Estado atingiu R$ 3,7 bilhões, um crescimento de 28,4% em relação ao ano anterior. O Ceará teve uma participação de 0,79% no valor de produção nacional.

A PAM é uma das principais fontes de estatísticas municipais, levantando informações sobre área plantada, área destinada à colheita, área colhida, quantidade produzida, rendimento médio obtido e valor da produção. Aqui seguem os principais resultados da cultura temporária alcançada no Estado do Ceará, com informações relevantes para os planejamentos público e privado desse segmento econômico, bem como para a comunidade acadêmica e o público em geral.

Entre as culturas agrícolas que mais contribuíram para esse crescimento, destaque para o milho, que gerou R$ 530,5 milhões em valor de produção. O tomate também teve alta participação, com um valor de produção de R$ 502,8 milhões, seguido do feijão (em grão), com um valor de produção de R$ 439,3 milhões, da banana, com um valor de produção de R$ 433,8 milhões, e do maracujá, com um valor de produção de R$ 390,5 milhões.

No mesmo ano, Guaraciaba do Norte foi o município com maior volume de produção do Ceará, R$ 286,1 milhões. Seguido por Tianguá, R$ 229,7 milhões, São Benedito, R$ 158,9, Viçosa do Ceará, R$ 132,7 e Ubajara, R$ 128,7.

(*)com informação do IBGE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp