Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A atuação do governo Michel Temer (PMDB) para convencer sua ampla base de apoio a aprovar a reforma da Previdência sem grandes mudanças surtiu efeito na Câmara.

A idade mínima de 65 anos para as aposentadorias já é um ponto que deverá ser aceito pela maior parte dos deputados, conforme avaliações de aliados do governo.

Segundo o relator da reforma, deputado Arthur de Oliveira Maia (PPS-BA), “a PEC [proposta de emenda à Constituição da reforma da Previdência] vai ser aprovada com folga”.

De acordo com Oliveira Maia, deputados aliados, antes apontados como contrários à reforma, nunca fizeram oposição às mudanças propostas pelo Planalto.

“Às vezes, um deputado questiona algum ponto específico, sobre aposentadoria rural, por exemplo, e a imprensa já afirma que ele está contra a reforma”, explicou o relator.

Com informações Agora