Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Cerca de 120 indígenas do povo Tapeba realizam um protesto nesta terça-feira (27), em frente à sede da Polícia Federal, em Fortaleza, pela detenção de uma das lideranças e de outros quatro caçambeiros. De acordo com as informações, o líder Paulo Sérgio Tapeba foi levado pela polícia por negociar a cavação de um açude na área da tribo, em troca da areia removida.

A ação policial aconteceu após uma denúncia, mas segundo outros membros da tribo, localizada em Caucaia, na Grande Fortaleza, o processo para a construção do açude já acontecia há cerca de duas semanas. A Companhia de Policiamento Militar Ambiental (CPMA) esteve no local e levou um dos líderes da tribo e os homens que trabalhavam com as máquinas. A negociação, utilizando a areia removida como moeda de troca, configura como crime ambiental.

Os indígenas afirmam ainda que o açude já é uma demanda feita há muito tempo pela tribo às autoridades, já que o serviço de distribuição de água não chega até a área indígena. Paulo Sérgio permanece detido e será ouvido ainda nesta noite. O líder é acompanhado por advogados de ONGs em defesa dos direitos humanos.

A Polícia Federal divulgou, em nota, que “a manifestação foi pacífica, foram prestadas as informações pertinentes e não houve registro de incidentes”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp