Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os transtornos para quem pediu a aposentadoria continuam na vida dos segurados que batem à porta do INSS. Seja nas regras passadas ou, com base nos critérios da reforma previdenciária, a concessão de aposentadorias está tirando a paciência de quem, mesmo com todas as condições legais, não consegue receber uma resposta mais ágil do INSS.

A realidade é enfrentada pelos trabalhadores em várias cidades brasileiras, como acontece na Grande Fortaleza e no Interior do Ceará. Fique bem atento: os trabalhadores que fizeram o pedido de aposentadoria pelas novas regras determinadas pela reforma da Previdência terão que esperar não se sabe quanto tempo para receber o benefício.

Quase dois meses após a legislação entrar em vigor, o INSS ainda não atualizou os sistemas pelas novas normas. De acordo com o INSS, a Emenda Constitucional 103, publicada no dia 13 de novembro de 2019, “representou a maior e mais profunda reforma no sistema previdenciário do país, com significativos ajustes paramétricos, mudanças nas regras d e acesso, idade, alíquotas, regras de transição, regras de cálculo, limitação à acumulação de benefícios e tantas outras.”

Os sistemas, segundo o INSS, precisam ser ajustados, o que, conforme, ainda, o próprio Instituto, vem sendo feito. Aos segurados, que pediram aposentadoria ao longo de 2019 ou que, nos primeiros dias de janeiro de 2020, deram entrada com requerimento solicitando o benefício, deve renovar a paciência.

Confira mais informações com o correspondente do  Jornal Alerta Geral, Wellington Lima:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp