Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Por meio de portaria publicada no Diário da Justiça Estadual dessa quinta-feira, o juiz Luiz Bessa Neto, corregedor dos Presídios e titular da 1ª Vara de Execução Penal de Fortaleza, requisitou reforço imediato da Polícia Militar no entorno das unidades prisionais da Região Metropolitana de Fortaleza.

Conforme o Tribunal da Justiça do Ceará, o juiz requisitou o policiamento ostensivo ao secretário da Segurança Pública e Defesa Social e ao comandante-geral da PMCE. O corregedor destacou que todas as guaritas devem ser ocupadas diuturnamente.

Segundo ele, o objetivo é garantir a segurança externa dos presídios e dar reforço na estrutura interna para administrar os equipamentos de forma apropriada. É uma medida de segurança e prevenção para todas as unidades do eixo metropolitano. Ele afirmou que a requisição é de cumprimento imediato.

Ainda segundo o TJCE, ao emitir a medida, o magistrado considerou as circunstâncias que têm estimulado o rebolo de armas, drogas e equipamentos eletrônicos, além das “tentativas de resgates audaciosos”. Para o corregedor, enquanto força pública auxiliar, a PM “não tem cumprido de maneira integral o seu dever de velar pela segurança externa dos estabelecimentos penais do Estado”.