Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Juízes deverão decidir se os policiais acusados de participarem da chacina do Curió irão ou não para Júri Popular. Na sexta-feira, os últimos seis réus dos processos foram interrogados. Três processos acontecendo paralelamente. São acusados 44 policiais militares de participação no episódio que deixou 11 mortos e sete feridos em novembro de 2015. Após a fase de alegações finais, juízes definem se casos serão arquivados ou levados a júri popular.

Esses foram os últimos interrogatórios do terceiro processo, com 18 réus. O primeiro e o segundo processo, com oito e 18 acusados, respectivamente, já tiveram a fase de interrogatório concluídas.

A primeira ação já teve apresentação dos memoriais escritos. Nesta fase, Ministério Público do Ceará (MPCE) e advogados de defesa fazem as alegações finais. Enquanto isso, as alegações do segundo processo estão sendo elaboradas. Passadas estas fases, o Colegiado da 1ª Vara do Júri de Fortaleza decide se os réus serão pronunciados ou não. Caso sejam, enfrentarão julgamento.