Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Cerca de 112 escolas de Fortaleza foram notificadas pelo Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) por irregularidades na lista de material escolar. A Operação Material Escolar 2020, iniciada em novembro do ano passado, objetiva verificar se as instituições de ensino estão exigindo de pais e responsáveis a compra de produtos de uso coletivo, como itens de limpeza, por exemplo.

A Operação Material Escolar 2020 deve ser finalizada até o fim deste mês e a lista de estabelecimentos com irregularidades ainda pode crescer, já que o consumidor que identificar esses itens de uso coletivo na lista de material escolar pode registrar reclamação junto ao órgão. A avaliação considerou as listas de produtos entregues por cerca de 400 escolas da Capital cearense.

O consumidor pode conferir a lista com os 77 itens que as escolas não podem exigir do consumidor no site do Procon Fortaleza. Cláudia Santos frisa ainda que a escola não pode condicionar a matrícula ao recebimento do item de uso coletivo. As denúncias podem ser efetuadas pela página do Procon Fortaleza, pelo telefone 151 ou no Procon Móvel.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp