Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, presente em diversos eventos da comunidade evangélica nos últimos meses, disse que resolveu falar sobre economia e reformas a públicos, segundo ele, “que não são tradicionais”. O ministro, apontado como presidenciável nas eleições de 2018, afirma que os temas são de interesses de todos os brasileiros. Os evangélicos são quase um terço dos eleitores brasileiros.

Em entrevista ao programa Canal Livre, da TV Bandeirantes, exibida na madrugada desta segunda-feira, 22, Meirelles explica que resolveu tomar a atitude de falar a esses públicos, mas que faz isso fora do horário de trabalho, o qual, de acordo com o ministro, é integralmente dedicado ao dia a dia do Ministério e também às reuniões com analistas daqui e do exterior.

O ministro evitou se posicionar sobre temas polêmicos e que são caros ao evangélicos, como a legalização do aborto. Disse apenas que defende valores como “ética, trabalho, família e austeridade”.  O ministro busca se viabilizar como candidato do governo, mas foi confrontado sobre a capacidade de se eleger diante da baixa popularidade do presidente Michel Temer. Independentemente da popularidade, segundo ele, o importante é o Brasil ter voltado a crescer.

Com informações do Jornal O Povo