Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O consumidor terá que desembolsar um valor maior em alguns produtos vendidos na Central de Abastecimento do Ceará, a Ceasa. Entre março e abril, dos 192 itens analisados, 95 tiveram um aumento de aproximadamente 50%. Setenta e cinco deles demonstração queda e 22 permaneceram estáveis. Em maio, algumas mercadorias continuam em alta, como o maracujá e a goiaba, que, em abril estava custando R$ 3,00 e no inicio deste mês passou para R$ 4,50.

Segundo Odálio Girão, analista de mercado da Ceasa, a alta da fruta se deve a baixa colheita que acontece de janeiro à março, em Pernambuco – local de onde vem o produto. Já o maracujá sofreu aumento devido as fortes chuvas na Serra da Ibiapaba, local onde é produzido.  Outro item em alta é a banana, que apresentou aumento de 33%, passando de R$ 3,00 para R$ 4,00 o quilo.  Segundo Odálio, o este valor deve permanecer alto até julho.

Em contrapartida, na lista dos produtos que registraram as principais quedas, está o feijão verde. O quilo passou de R$ 10,00 para R$ 6,00. A redução no valor, se deve a grande oferta do produto após as chuvas no Maciço de Baturité. Nos Litorais Leste e Oeste e na região do Cariri. O milho verde também está na lista. O valor da espiga que antes era de R$ 0,70 passou para R$ 0,30, o que representa uma retração de 57%.