Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, se reúne nesta quarta-feira (24) com líderes dos caminhoneiros, que ameaçam deflagar paralisação caso as reivindicações por remuneração maior pelo transporte de mercadorias não sejam atendidas.

Os motoristas de caminhão estão insatisfeitos com a Resolução nº 5.849/2019 da Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT), que estabeleceu preços mínimos para os fretes. A tabela foi temporariamente suspensa para evitar greve da categoria.

A decisão de suspender a planilha de custos, entretanto, obrigou Freitas a se engajar com o outro lado da disputa. Ontem, ele se reuniu com representantes da indústria e do agronegócio, que não abrem mão da resolução, por considerá-la tecnicamente adequada.

Estiveram presentes na reunião de ontem representantes da Confederação Nacional da Indústria (CNI), da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Sindicato Nacional da Indústria de Cerveja (Sindcerv).

A reunião de hoje tem como objetivo encontrar uma solução satisfatória para ambos os lados, empresários e caminhoneiros.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp