Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Chegar na velhice com saúde é um dos principais desejos de qualquer pessoa. Uma cearense natural de Cascavel, na região metropolitana de Fortaleza, ganhou os noticiários nacionais. Isso porque a dona Francisca Celsa dos Santos trabalhou com artesanato a maior parte da vida e a a cearense venceu ilesa duas pandemias: gripe espanhola e coronavírus.

O Gerontology Research Group, fundado em Los Angeles, nos EUA, para identificar supercentenários, a reconheceu como a pessoa mais velha do Brasil e a terceira do mundo. Um dia antes de morrer foi reconhecida como a mais velha da América Latina pelo Guinness, livro de recordes mundiais.

A lucidez acompanhou Francisca até cinco anos atrás, mas até o último dia ela ensinou a amar a família e o próximo. Francisca morreu em 5 de outubro, aos 116 anos, de pneumonia. No dia 22 de outubro, ela completaria 117 anos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp