Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto: Marcos Moura

A Prefeitura de Fortaleza iniciou o pagamento dos recursos para a 3ª edição do Projeto Mulher Empreendedora, que visa estimular o empreendedorismo feminino e possibilitar o acesso a crédito orientado, além de capacitações e consultorias gerenciais. A previsão é de investir até R$ 1,2 milhão neste projeto.

Ao todo, 289 empreendedoras foram convocadas para participar das capacitações voltadas para elaboração de plano de negócios e prestação de contas. Foram selecionados os 80 melhores empreendimentos, que receberão crédito orientado de até R$ 15 mil, cada. As contempladas devolverão, em até 15 parcelas, apenas 60% do valor, sem juros e com carência de seis meses.

“Mais do que ofertar crédito, há toda uma preparação para esses empreendedores e empreendedoras aprenderem sobre economia, planejamento financeiro e sobre os insumos. Esse investimento é voltado para a periferia da Cidade. Os programas, coordenados pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico, são fundamentais para a retomada da economia em Fortaleza”, enfatiza o prefeito José Sarto.

Moradora do bairro Jóquei Clube, dona Conceição Felipe é cabeleireira e uma das beneficiadas desta edição do Projeto. Ela conta que já recebeu a 1ª parcela no valor de R$ 7,5 mil. “Com o dinheiro, que saiu em dezembro de 2021, garantir a compra de produtos de tratamento capilar, escovas, cremes e até um notebook para ajudar na contabilidade e no controle do negócio. Já estou apta para fazer a prestação de contas e receber a segunda parcela de R$ 7,5 mil, que vai me ajudar nas compras de mais materiais de consumo, além de máquinas de corte de cabelo, secador e um novo lavatório”, planeja. “Esse dinheiro chegou na hora certa. Hoje estou trabalhando com meu marido, em casa mesmo, e garantindo o sustento da minha família”, enfatiza a microempreendedora.

“A gente pensou em incentivar a economia na ponta e o grande ‘pulo do gato' é fazer o acompanhamento do empreendimento durante 12 meses, tirando dúvidas, ajudando, porque tem sempre uma engenharia por trás do negócio. Isso vai auxiliar a diminuir a taxa de mortalidade do negócio. Primeiro a gente capacitou, agora estamos liberando o crédito e vamos acompanhar cada um dos empreendimentos”, ressalta o secretário do Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Nogueira.

(*) com informações da Prefeitura de Fortaleza

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp