Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Em meio a série de ataques que assustam os cearenses, a Secretaria da Administração Penitenciária decidiu transferir 257 presos das unidades da Pacatuba, Quixadá e do Complexo Penitenciário de Aquiraz. As unidades pertencem ao grupo criminoso responsável pelas últimas ocorrências registradas no Ceará.

Para o secretário Mauro Albuquerque, as ações de transferência visam um controle total sobre a organização e os presos que fazem parte de facções.

 

A Secretaria da Administração Penitenciária informa que todas as suas unidades funcionam dentro da sua normalidade. As salas de aula, os cursos de qualificação e a escala de presos classificados para o trabalho não sofreram nenhuma alteração. A medida foi realizada como forma preventiva e tática para manutenção do funcionamento do sistema prisional.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp