Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A greve dos servidores administrativos e dos peritos deixa angústia entre milhões de pessoas que precisam receber uma resposta sobre os pedidos de benefícios ou mesmo a realização da perícia. O exame médico é determinante para a manutenção ou concessão de auxílios e aposentadorias, mas, com as paralisações dos médicos do INSS em 2022, o calendário de perícia ficou desarrumado e muita gente enfrenta prejuízos para receber os benefícios previdenciários.


A angústia dos beneficiários do INSS está retratada nas mensagens enviadas ao Jornal Alerta Geral Especial Caminhos da Aposentadoria que perguntas sobre o que fazer diante do cancelamento da perícia. É o caso, por exemplo, do Jocélio, que mora em Viçosa do Ceará, e na mensagem enviada ao Alerta Geral pergunta se a filha, com perícia marcada para o mês de maio, terá ou não prejuízo para manter o benefício.


WHATSAPP PARA OUVINTES DEIXAREM PERGUNTAS (85) 99273.4353


O professor e advogado Paulo Bacelar responde e orienta qual o procedimento deve ser adotado para quem já deixou de realizar a perícia em função da greve dos médicos ou o que fazer no caso da consulta se encontrar agendada. Um dos caminhos, quando o INSS dificulta a liberação dos benefícios, como aconselha o advogado da área previdenciária é uma ação na Justiça Federal.


As dúvidas dos ouvintes abordam, também, BPC (Benefício de Prestação Continuada), aposentadoria rural e urbana, salário maternidade e pensão por morte. O Francisco, de Tianguá, relata que a mãe trabalhou 8 anos nos anos 90 como agente de saúde e precisou se desligar da atividade. Ele diz que, ao consultar o INSS, não encontrou esse tempo de contribuição e quer saber como a mãe deve fazer para garantir o registro dessas contribuições. A resposta está no Alerta Geral.


Outra dúvida é da Maria, que mora em Capistrano, e diz que o marido, com 51 anos de idade e 23 anos de carteira assinada, e há três anos não contribui para o INSS. Outra pergunta, com resposta e importante orientação, é da ouvinte Lusineide, que mora no interior do Estado de Pernambuco, e quer saber se o filho, com 11 anos de idade e que recebe um BPC, pode ser prejudicado se o pai tiver a carteira assinada.


REDE DE EDUCAÇÃO PREVIDENDIÁRIA


O Jornal Alerta Geral Especial Caminhos da Aposentadoria, gerada pela Rádio 104.3 – Expresso Grande Fortaleza, tem transmissão, aos sábados, por mais de 30 emissoras de rádio e pelas redes sociais do @cearaagora. O Sistema Ceará Agora de Comunicação, em parceria com a Rede Somzoom Sat, tem, no Especial Caminhos da Aposentadoria, a maior rede de educação previdenciária do Brasil.

Mais orientação sobre os benefícios previdenciários é, neste sábado, no Jornal Alerta Geral, às 7 da manhã

REDES SOCIAIS

Instagram: Ceará Agora
Facebook: Ceará Agora
Youtube: Ceará Agora 
Twitter: Ceará Agora

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp