Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A obstrução de pequenos partidos na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara adiou a apreciação da admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 282/2016, que estabelece cláusula de barreira para as legendas que irão disputar as eleições de 2018 e põe fim às coligações proporcionais, mecanismo que permite que deputados sejam eleitos pelos votos da coligação. Com o início da ordem do dia no plenário principal da Casa, a votação na manhã desta terça-feira, 11, foi inviabilizada.

Relator da proposta de autoria dos senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e Ricardo Ferraço (PSDB-ES), o também tucano Betinho Gomes (PE) apresentou um parecer pela continuidade da tramitação da PEC. Não foi possível sequer ler o relatório. Se for aprovado o relatório do tucano, será instalada uma comissão especial para analisar a proposta.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp