Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Petrobras anunciou, nessa terça-feira, que aumentará em 7,2% os preços de comercialização às distribuidoras do gás liquefeito de petróleo destinado aos usos industrial e comercial. O aumento começará a valer a partir desta quarta-feira.

De acordo com a companhia, o preço do GLP destinado ao uso residencial, comercializado pelas distribuidoras em botijões de até 13 quilos (kg), não foi reajustado. A Petrobras justificou o aumento pela variação das cotações do produto nos mercados internacionais desde a última revisão de preços.

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo se pronunciou, por meio de nota, considerando como preocupante o aumento, que afastari ainda mais o preço interno dos valores praticados no mercado internacional, “impactando justamente os setores que precisam reduzir custos”. De acordo com cálculos do Sindigás, o valor do produto destinado a embalagens maiores que 13 kg ficará 39,9% acima da paridade de importação.