windows 10 1903 update free free pinnacle studio ultimate 18 free whatsapp for windows pc free windows 10 64 bit iso file free download free autodesk alias surface 2018 free how to change background in adobe photoshop cs3 extended free coreldraw graphics suite x7 freeserial number free adobe director 11.5 for microsoft windows free

O procurador-geral de Justiça do Ceará, Plácido Rios, participou da solenidade de assinatura do Termo de Compromisso para a construção do primeiro Centro Integrado de Inteligência e Controle para o Combate ao Crime Organizado do Brasil, que será sediado no Ceará. O evento foi realizado na manhã dessa quinta-feira (15), no Palácio da Abolição. O governador Camilo Santana recebeu o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann; o governador do Piauí, Wellington Dias; e o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira.

A ação é resultado de demanda encaminhada pelo Governo do Ceará, durante reunião dos governadores dos estados nordestinos ocorrida na semana passada, em Teresina, Piauí. Na ocasião, o chefe do Executivo cearense sugeriu a criação do centro no Nordeste e ofereceu o Estado para recebê-lo, devido a sua localização geográfica estratégica. Todos foram de unânime acordo para a concretização do pleito.

O Centro de Inteligência integrará a atuação das forças federais com as polícias Civil, Militar e vai contar com a parceria do Ministério Público e Poder Judiciário para intensificar o combate às organizações criminosas. O procurador-geral de Justiça, Plácido Rios, lembra que é importante distinguir “inteligência” de “investigação”. “Através dos órgãos de inteligência é possível mapear a estrutura das organizações criminosas que atuam no Estado, identificando os cabeças dessas facções e as estruturas de poder de cada uma delas. Esse trabalho será realizado com bem mais precisão e eficiência com o Centro de Inteligência que será instalado no Ceará”, declarou.

A solenidade também contou com as presenças do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Zezinho Albuquerque, do secretariado estadual, das autoridades de Segurança Pública do Governo Federal e Ceará, deputados, além de representantes da iniciativa privada e sociedade civil.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, explicou que serão cinco centro regionais de inteligência em todo o Brasil, sendo estes ligados ao Centro Nacional Integrado de Inteligência, Comando e Controle, que ficará em Brasília. As estruturas regionais e a nacional interligadas devem ter o funcionamento iniciado, segundo prevê Jungmann, a partir do segundo semestre deste ano. Ele também destacou que serão investidos pela União R$ 2 milhões em equipamento. O governador Camilo Santana já disponibilizou um prédio para a sede.

Com informações do Governo do Estado do Ceará