Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Governador Camilo Santana anunciou que o Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará cresceu 2,79% entre julho e agosto. O número está acima da média brasileira, que registou 1,4% de crescimento no período.

Camilo diz que o caminho encontrado pelo Estado para criar rampas de saída para a crise está na criação de um ambiente favorável para negócios e na atração de investidores estrangeiros. “Os números mostram a velocidade que nós estamos alcançando no desenvolvimento. O que precisamos é continuar construindo caminhos para o Ceará através de parcerias fortes”, disse o governador.

O secretário da Fazenda (Sefaz), Mauro Filho, afirmou que a arrecadação própria do Estado vem melhorando, apesar da queda nominal de 1,71 nos repasses do Fundo de Participação do Estado (FPE) de novembro. Segundo ele, o Estado deve fechar 2017 com R$ 2,1 bilhões em investimento e que a previsão para 2018 é de R$ 3,3 bilhões. “Isso porque o Estado está bem melhor desenhado para 2018 do que estava em 2017”, observa.

Também não há novos cortes de despesas previstos. De acordo com o chefe de Gabinete do governador, Élcio Batista, os ajustes que tinham de ser feitos já foram realizados. “Hoje, o Governo está orientado pela maximização dos recursos públicos. Isso significa fazer mais com menos, portanto, gerar eficiência”, destacou.

De acordo com Élcio, a expectativa é de que 2018 seja um ano histórico de consolidação de investimentos nas áreas estratégicas como saúde, segurança, eficiência hídrica, recursos hídricos, infraestrutura e educação. “Vamos concentrar o foco dos investimentos no próximo ano”, disse Élcio.