Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Investigações realizadas pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do 13º Distrito Policial, resultaram nas capturas de dois homens suspeitos do roubo cometido contra o motorista de um carro, no último sábado (20), no bairro Cambeba – Área Integrada de Segurança 7 (AIS 7) de Fortaleza. A abordagem à dupla foi efetuada nessa terça (23), por policiais civis do 13º DP.

Anderson Rodrigues Nogueira (20), que não possuía antecedentes criminais, e Antonio Lucas Silva Paixão (19), conhecido como “Luquinha”, que responde por roubo, foram abordados em suas respectivas residências, nos bairros Jardim das Oliveiras e Engenheiro Luciano Cavalcante. Ambos foram reconhecidos pelo crime cometido nesse sábado, quando dois criminosos em uma motocicleta abordaram o motorista de um veículo Hilux e tomaram seu dinheiro e pertences. Após o delito, eles fugiram, mas a vítima os perseguiu e, contra ela, os assaltantes efetuaram disparos de arma de fogo.

Na fuga, eles caíram da motocicleta na qual trafegavam, deixaram para trás os objetos roubados e o veículo e seguiram a pé, por um matagal. Os materiais foram encaminhados, juntamente com a vítima, para o 13º DP para a realização do procedimento policial. A vítima não ficou ferida durante a perseguição. De acordo com o delegado Hélio Marques, titular da unidade policial, dezenas de Boletins de Ocorrência (BOs) por assalto citam a placa da moto como pertencente à motocicleta usada nos crimes. O sinal identificador pertence a outro veículo, roubado no bairro Papicu, em janeiro deste ano.

Ambos os homens foram indiciados por portaria por roubo e tentativa de homicídio. Anderson também foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, devido ao fato de os agentes de segurança encontrarem cerca de 70 gramas de cocaína em sua residência. Ainda segundo o delegado, eles são suspeitos de atuar em regiões dos bairros Messejana, Cidade dos Funcionários e Cambebaem roubo de veículos.

As investigações sobre o caso continuam.A Polícia espera que outras vítimas possam comparecer ao 13º DP e reconhecer os homens por outros delitos. A população também pode ajudar nos trabalhos policiais. Caso alguém tenha informações sobre as ações delituosas, denúncias podem ser feitas pelos números 181 e 190, que são respectivamente do disque denúncia e da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) ou pelos números (85) 3101-2050 e (85) 3101-2049 – do 13º DP. O sigilo é garantido.

Fonte: SSPDS