Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A delegada Ivana Timbó, titular da Delegacia de Combate a Exploração da Criança e Adolescente (Dececa), informou que pelo menos três dos seis filhos do empresário resgatados de um imóvel no bairro Dionísio Torres, na última sexta-feira, querem voltar para a companhia dos pais.

Conforme a delegada, foram ouvidos os dois adolescentes – de 14 e 17 anos – e uma criança de 10 anos, cujos sexos não foram revelados.  Ivana Timbó classificou a situação como sendo de alta complexidade, mas não confirmou que os filhos de Massaharu Nogueira Adachi eram mantidos em cárcere privado, embora também ainda não tenha afastado a possibilidade.

Diante de toda a situação, os filhos, que estão sob os cuidados da Defensoria Pública em uma unidade de acolhimento, manifestaram o desejo de voltar para a companhia dos pais. De acordo com a titular da Dececa, eles afirmaram que eram bem tratados.

Segundo informações da Dececa, a participação da mãe no caso ainda não foi definida. Ou seja, não se sabe ainda se ela era conivente com a situação ou era vítima. Até agora, segundo Timbó, o que foi confirmado é que o empresário cometeu abandono de intelectual. Ele não garantia a educação básica das crianças e dos adolescentes.

Foi confirmado ainda que, mesmo não indo à escola, eles tinham o direito de sair de casa para atividades de lazer, porém, desde janeiro deste ano, quando Massaharu Adachi sofreu um assalto, a família passou a ficar mais reclusa.

A polícia está em busca de apoio dos familiares para que fiquem responsáveis pelos cuidados dos filhos do empresário até o fim das investigações.