Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da Executiva Regional do PSDB, Luiz Pontes, exaltou, nesta sexta-feira, o nome do empresário Beto Studart como um dos bons quadros da sigla no Ceará e o citou como uma alternativa do partido não como candidato a vice, mas sim como postulante ao Governo do Estado. ‘’O Beto é um líder classista respeitado, tem história dentro do PSDB, é um homem de diálogo e o considero um dos nossos quadros mais preparados para concorrer à sucessão estadual’’, disse Luiz Pontes, ao conversar com a reportagem deste site.

Ao ser questionado sobre reportagem do cearaagora, publicada nesta sexta-feira, que revela, com base em uma fonte do PSDB com inserção nos bastidores da Assembleia Legislativa, o movimento de Beto Studart para compor uma chapa com o atual governador Camilo Santana na condição de candidato a vice, Luiz Pontes afirmou que a sigla está em harmonia, não há qualquer discussão sobre nomes para as eleições de 2018 e que a informação sobre uma possível pré-candidatura do presidente da FIEC, com incômodo para os tucanos, não existe.

‘’Eu não vejo desconforto com essa possível articulação do empresário Beto Studart uma vez que ele (Beto) nunca nos revelou esse desejo, nem expôs pretensão com vistas às eleições de 2018. Discordo dessa fonte da informação de que haveria incômodo com a pretensão do Beto. Se é que essa pretensão existe. O Beto é nome para governador, não para vice’’, reafirmou Luiz Pontes, para, em seguida, acrescentar:

‘’Há, nessa reportagem, uma informação verdadeira revelada pela fonte do cearaagora: não há possibilidade de estarmos no palanque do PT. O PSDB não se coliga em hipótese alguma com o PT no Ceará. São dois extremos, com linhas de atuação diferentes e concepções políticas e administrativas distintas’’, esbravejou o tucano.

BETO E CAMILO

A reportagem do cearáagora destaca que o empresário Beto Studart se movimenta nos bastidores políticos e empresarias para se viabilizar como candidato a vice na chapa do Governador Camilo Santana. Beto, de acordo com o site, estaria, ainda, tentando construir uma aliança que unisse o PMDB do senador Eunício Oliveira e o PDT de Cid Gomes. Nessa chapa, Eunício e Cid seriam candidatos ao Senado, sendo Camilo postulante à reeleição e Beto Studart, vice.

Apesar da contestação do presidente do PSDB, Luiz Pontes, o cearaagora reafirma a veracidade da informação colhida nos bastidores da Assembleia Legislativa sobre a desenvoltura pré-eleitoral de Beto Studart e, nesse final de semana, apresentará o desdobramento das conversas preliminares sobre as eleições de 2018 envolvendo, também, um importante integrante do primeiro escalão do Governo Camilo Santana.