Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O SINDFRIO, Sindicato das Indústrias de Frio e Pesca, fará logo após a Semana Santa um giro no exterior para promover as exportações do pescado cearense. A divulgação será feita em duas feiras internacionais – em Boston (EUA), durante a Seafood North America, e em Bruxelas, na Bélgica, no Seafood Expo Global. O evento é considerado o mais representativo no segmento de pescados do mundo, com mais de 1.600 empresas expositoras de 80 países.

…Lá fora

EM 2016, o Brasil exportou US$ 225 milhões de pescados, conforme dados do Ministério de Desenvolvimento da Indústria e Comércio Exterior (MDIC), algo em torno de 36,8 mil toneladas. O Ceará ocupa o segundo lugar no ranking de venda do País. As empresas pesqueiras locais movimentam US$ 51,2 milhões em exportações, perdendo apenas para o Pará. No ano passado, foram fechados negócios com 31 países, mas o Sindfrio quer aumentar essa participação no mercado internacional.

Em baixa

O ÍNDICE DE CONFIANÇA do Empresário do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Ceará (Icec) do bimestre março/abril teve redução de 2,5% no sentimento geral de confiança dos empresários, com o índice passando de 98,4 pontos, no bimestre janeiro/fevereiro, para 96 pontos na medição mais recente. Os dados são de uma pesquisa realizada pela Fecomércio. O Icec é um indicador antecedente e tem o objetivo de detectar as tendências das ações empresariais do setor do comércio de bens, serviços e turismo do Estado do Ceará.

Hospital em SGA

A UNIMED CEARÁ quer construir um hospital em São Gonçalo do Amarante. O projeto está sendo desenvolvido de forma conjunta com um hospital de Fortaleza e uma universidade, com investimento estimado em R$ 80 milhões. Para viabilizar o projeto, a Unimed Ceará ficará responsável apenas pelo plano de saúde, enquanto os investimentos passam a ser desenvolvidos pela holding Ceará Saúde Participações. A mudança permite a entrada de sócios, como fundos estrangeiros, empresas e médicos.

Fraude

O MINISTÉRIO DO TRABALHO identificou e bloqueou 871 pedidos fraudados de seguro-desemprego no Ceará. Com a identificação dos benefícios irregulares, o ministério conseguiu bloquear mais de R$ 5 milhões. No Brasil, foram identificados 19.013 pedidos de seguro-desemprego fraudados.

Nome sujo

DE CADA 10 CONSUMIDORES com o nome na lista de devedores, dois entraram nessa situação por terem emprestado o nome para outras pessoas, segundo pesquisa do SPC Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas. O estudo mostra ainda que, mesmo após os transtornos gerados, 24% voltaram a emprestar o nome para outras pessoas.