Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Praia do Futuro está totalmente inapropriada para banho. Amostras coletadas nos 11 pontos da orla leste da capital exibiram uma quantidade de no mínimo 2,5 mil coliformes fecais por cada 100ml de água do mar. Pela segunda semana consecutiva, todo o litoral leste de Fortaleza esteve impróprio para banho. O mar escuro e a comprovação de poluição se confunde à explicação de que são algas as responsáveis pelo tom amarronzado. De acordo com Maira Brandão, gerente de controle ambiental da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), em algumas amostras é possível identificar até 16 mil coliformes fecais por cada 100 ml de água.

A Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) anunciou, em 2014, o projeto Orla 100% balneável, que faz parte do Programa Águas da Cidade. O programa previa ações de fiscalização, educação, captação de drenagem e tratamento de recursos hídricos. Sobre o que já teria sido executado, a pasta informou sobre a fiscalização em 19,5 mil imóveis localizados na vertente marítima e 460 autuações.