Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Apesar da desvalorização do real e de acordo da Opep para segurar os preços do petróleo, a Petrobras anunciou nessa quinta-feira (25) redução nos preços da gasolina e do diesel. A empresa alega que a decisão foi motivada por aumento nas importações dos produtos. O preço cobrado pela estatal pelo litro de gasolina será reduzido em 5,4%. Já o diesel terá redução de 3,5%. A empresa calcula que, se o repasse às bombas for integral, a gasolina cairá 2,4% (ou R$ 0,09 por litro) e o diesel, 2,2% (ou R$ 0,07 por litro).

Efeito inverso

É a terceira vez, no ano, que os dois produtos têm o preço reduzido – as anteriores foram em janeiro e fevereiro. Em abril, porém, a empresa aumentou os dois produtos em 2,2% e 4,3%, respectivamente. No mercado, esperava-se que a disparada do câmbio, após as delações da JBS, fizessem pressão altista nos preços dos combustíveis – que tiveram papel importante para segurar a inflação no início do ano.

Competição

A Petrobras, porém, alega que vem sofrendo maior competição com produtos importados por concorrentes e, por isso, decidiu pela redução. Segundo a estatal, a importação de gasolina por terceiros subiu para 419 milhões de litros em abril, ante 240 milhões em março. Já a importação de diesel cresceu de 564 milhões de litros para 811 milhões de litros no mesmo período.

Competição 2

A empresa justifica que o aumento da competição pode reduzir ainda mais o fator de utilização de suas refinarias, que foi de 77% da capacidade no primeiro trimestre. Em nota, disse ainda que, mesmo após a redução, os produtos continuam com margem positiva, na comparação com as cotações internacionais.

Grana extra

O Senado aprovou ontem (25) a Medida Provisória que permite o saque dos recursos das contas inativas do FGTS sem a carência de três anos exigida pela lei. Como não houve mudanças no texto já aprovado na Câmara, a MP será promulgada, sem necessidade de sanção presidencial. Decisão deve injetar, até o final do calendário de saques, mais de R$ 40 bilhões na economia.

Grana extra 2

A proposta dá a todo trabalhador que pediu demissão, ou teve o contrato de trabalho encerrado com justa causa até 31 de dezembro de 2015, o direito ao saque das contas inativas de FGTS. Até o último dia 16, a Caixa Econômica Federal pagou R$ 24,4 bilhões aos beneficiários nascidos entre janeiro e agosto.

Grana extra 3

O valor pago até então equivale a 84,3% do total previsto (R$ 29 bilhões) para as etapas já liberadas. Com a iniciativa, o governo pretende esvaziar o apelo de ações na Justiça que pleiteiam a correção da conta vinculada de cada trabalhador pelo índice da poupança, que paga 6% ao ano.

TST antirreforma

Uma comissão de ministros do Tribunal Superior do Trabalho entregou, nessa quinta-feira, ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), um documento com críticas à proposta de reforma trabalhista em tramitação na Casa. Segundo o ministro Maurício Godinho Delgado, o documento, assinado por 17 dos 27 membros do TST, traz considerações jurídicas feitas com base em um estudo elaborado por esse grupo de ministros.

Pobres pagam

Na avaliação da maioria dos ministros do TST, a proposta em discussão, já aprovada pela Câmara dos Deputados, “desestimula ou fecha de maneira muito forte” o acesso de pessoas simples e pobres do país à jurisdição. Outra crítica dos ministros é que o texto da reforma “retira direitos e aumenta desproporcionalmente o poder empresarial e do empregador nas relações de emprego, além de desvirtuar a negociação coletiva trabalhista e enfraquecer o sindicalismo no país”.

Volver!

Roberto Cláudio enviou para a Câmara de Fortaleza mensagem taxando aposentados e pensionistas do IPM. Houve protestos por parte dos prejudicados. Resultado: o prefeito voltou atrás e pediu de volta a mensagem.

Vai faltar moral

Copiando o Judiciário, o Ministério Público do Ceará envia na próxima semana para a Assembleia mensagem criando 300 cargos comissionados, o que vai aumentar R$ 8 milhões/ano na folha de pagamento. O presidente Sindicato dos Servidores do MP, Tony Távora, diz que há cerca de mil aprovados no último concurso na fila para serem chamados: “Como o MP terá moral para cobrar das prefeituras concursos e convocação de aprovados?” – pergunta.

Molho de tomate a Tom & Jerry

A empresa de alimentos Heinz Brasil S.A fará um recall de mais de 22 mil unidades de seu produto “Molho de Tomate com Pedaços Tradicional” devido à existência de fragmentos de pelo de roedor acima do limite máximo de tolerância. A campanha de recall foi protocolada na Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A presença de pelo de roedores acima do limite máximo de tolerância oferece risco à saúde humana e foi comprovada pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina.

Molho de tomate a Tom & Jerry 2

De acordo com a Heinz, o recall abrange unidades produzidas em 25 de janeiro de 2016, com vencimento em 25 de julho de 2017. Os produtos foram colocados no mercado com numeração de lote L25 20:54 M3-. O Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade na troca, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor.

Boicote e lixo

O problema é o consumidor saber se comprou o molho de tomate tipo Tom & Jerry para pedir a troca. Ninguém olha o número de lote quando compra um produto. Só vai dar para descobrir que caiu na ratoeira depois que abrir ou mesmo ingerir o produto, podendo até adoecer. O ideal é não comprar mais produtos da Heinz Brasil e, quem teve o azar de comprar, jogar no lixo. Não vale a pena arriscar a saúde.

Fezinha

A Mega-Sena está acumulada e promete pagar, neste sábado (27), o prêmio de R$ 40 milhões. O prêmio pode render aproximadamente R$ 200 mil mensais ao apostador que aplicar o montante na poupança. Com o valor, o sortudo pode optar por morar em uma fazenda de luxo, com duas casas, três represas, piscina, quadras de esportes, espelho d’água, entre outras regalias, e ainda sobram R$ 15 milhões para viver com muita mordomia.

Dia bom

Com foco no Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna, no domingo, 28, a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade aponta o direito de escolha entre procedimento natural e cesárea, desde que informações sobre riscos estejam envolvidas. A entidade defende a valorização do parto normal e o respeito ao direito de as mulheres escolherem onde, como e com quem querem ter seus filhos, mediante um amplo acesso a informações sobre os riscos dos procedimentos envolvidos.