Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O tomate que já foi considerado o vilão no que se refere aos altos preços dos hortigranjeiros apresentou queda neste mês de agosto no entreposto da Ceasa em Maracanaú. A hortaliça-fruto que estava sendo comercializada em julho por R$3,30 o quilo passou a ser vendida por R$ 2,10 o quilo em agosto, o que representa uma redução de 36,36% no preço.

Produzido em larga escala na Serra de Ibiapaba, por meio dos municípios de Tianguá, São Benedito e Guaraciaba do Norte, o tomate é um produto natural do Ceará, no entanto em períodos de baixa produção no estado a hortaliça vendida na Ceasa provém também de São Paulo, Bahia e do estado de Minas Gerais.

Odálio Girão, analista de mercado da Ceasa explica que as chuvas nas regiões produtoras, as técnicas de armazenamento de água e a irrigação influenciaram diretamente na queda no preço do tomate. Ele ainda ressalta que a safra do alimento inicia neste segundo semestre em meados de agosto, setembro e outubro, período que há uma maior produção da hortaliça- fruto e queda nos preços.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp