Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Cerca de 200 professores de Pacatuba, reunidos em Assembleia comandada pelo Sindicato APEOC, aprovaram por unanimidade Indicativo de Greve na tarde desta quarta-feira (03). O encontro ocorreu no auditório da Secretaria da Educação e contou com a presença do diretor de Assuntos Jurídicos do Sindicato APEOC, Sérgio Bezerra, e do assessor jurídico, Augusto Neto.

Antes da assembleia, uma comissão de seis professores acompanhada dos dirigentes sindicais foi recebida pela subsecretária de Educação de Pacatuba, Sandra Gonçalves. Ela afirmou que a Prefeitura não tem nenhuma resposta para as reivindicações da categoria. Diante do posicionamento, os professores aprovaram o Indicato de Greve.

Conheça o caso

Os professores de Pacatuba cobram desde o inicio do ano o cumprimento de seus direitos estatutários e o reajuste salarial, discutidos em inúmeras reuniões, sem sucesso. Conheça o histórico de Negociação:

31/03- Professores estiveram na Secretaria de Educação do município de Pacatuba para cobrar o reajuste salarial dos profissionais da Educação, já que a data-base da categoria é 1º de janeiro. A Prefeitura informou que estava trabalhando para atender às reivindicações e marcou uma nova reunião para o dia 10 de abril.

10/04- A secretária de Educação, Ana Kelly Pinto, não pode receber os profissionais. Com o cancelamento da audiência, os docentes ocuparam uma das salas do prédio e exigiram respostas às reivindicações já encaminhadas em encontres anteriores. Depois de algumas horas, a secretária se reuniu com os professores e marcou uma nova audiência para o dia 20 de abril.

20/04- Algumas reivindicações foram encaminhadas. Ficou decido que 50% das horas de planejamento dos professores serão realizados fora do ambiente escolar e 27 novos professores aprovados no último concurso foram convocados.A secretária de Educação prometeu discutir o percentual de aumento salarial com o prefeito no dia 27 de abril e prometeu dar o resultado numa nova reunião marcada para o dia 28 de abril.

28/04- Durante a assembleia, nenhum representante da prefeitura compareceu para deliberar sobre a resposta da Gestão Municipal à negociação da reposição salarial de 2017. Os docentes decidiram então, em votação, marcar uma nova Assembleia para o dia 03 de maio.

Com Apeoc