Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Secretaria de Desenvolvimento Social de Eusébio (SDS) coordena o Projeto Aluguel Social que atualmente beneficia 937 famílias em situação de risco social no Eusébio. O projeto, criado pela lei 545/2005 com o objetivo de assegurar moradia para os eusebienses mais vulneráveis, hoje beneficia 937 famílias por mês com um valor médio de até R$600,00. Durante o ano de 2021 o programa pagou um montante de R$3.297.600,00 às famílias inseridas no programa.

Para ter acesso ao benefício, a família não pode ter casa própria, não pode participar de nenhum outro programa social do município e nem ter sido atendida pelo Programa Municipal de Habitação Popular. Os beneficiários devem, ainda, morar no município há pelo menos cinco anos. As famílias podem ser beneficiárias do “Auxílio Brasil”.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social de Eusébio, Samara Cordeiro, o prazo de permanência no programa é de um ano, prorrogável pelo mesmo período. “A maioria das famílias beneficiadas é nuclear (pais com filhos), mas existe uma grande parcela de famílias mononucleares (tendo a mãe como chefe de família), ” pontua a secretária.

De acordo com Samara Cordeiro, o benefício é uma alternativa que pode evitar que o município tenha que conceder um abrigo provisório coletivo às famílias sem-teto. Ela observa que o benefício é temporário e objetiva conceder acesso a uma moradia digna às famílias que não tem condições de pagar aluguel.

“Sempre trabalhamos com a ideia de auxilio provisório até que a família saia da situação de risco social em que se encontra. Por isso, temos ampliado as oportunidades de capacitação e profissionalização para que cada vez mais eusebienses possam melhorar a qualidade de vida de suas famílias”, declarou.

O prefeito Acilon Gonçalves (PL) observa que o objetivo do programa municipal é oferecer dignidade e qualidade de vida para as pessoas que estão em risco social. “Com esse projeto, criamos uma verdadeira rede de assistência social para combater a pobreza extrema em nossa cidade. Temos ainda o projeto Renda Mínima e o de Cestas Básicas. Só podemos falar em desenvolvimento com todas as famílias vivendo com dignidade em todos os aspectos”, disse o gestor municipal.

(*) com informações da prefeitura do Eusébio

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp