Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Cerca de 200 funcionários do Consórcio Ferreira Guedes, responsável por concluir as obras da Meta 1N do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf), se reuniram em assembleia, nesta terça-feira (30), em Penaforte, no Ceará. Durante a reunião, os funcionários decidiram manter a greve que já dura 43 dias. O grupo bloqueou por duas horas a entrada do canteiro de obras no município cearense. Por causa da paralisação, os serviços estão praticamente parados e a data da chegada das águas do “Velho Chico” no Ceará é incerta.

A expectativa do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) é que o empreendimento seja entregue até maio e entre em operação no segundo semestre deste ano. Uma liminar com prazo de 30 dias, expedida no último dia 16 pelo Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT7), de Fortaleza, determinou o retorno dos trabalhados. Mas segundo o sindicato da categoria, de 1.174 trabalhadores, apenas metade voltaram aos serviços. A Pasta nega, garantindo que apenas 260 pessoas estão de greve.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), a situação de greve tem sido monitorada para garantir o retorno à normalidade o mais rápido possível. Atualmente, o Eixo Norte apresenta 97% de execução física e todas as grandes estruturas para condução da água aos estados beneficiados estão prontas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp