Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um segundo juiz investigado por supostas vendas de liminares entrou com pedido de aposentadoria. De acordo com o Tribunal de Justiça do Ceará, José Edmilson de Oliveira, juiz da 5ª Vara Cível de Fortaleza, requereu aposentadoria na manhã de terça-feira.

O pedido está em tramitação e ainda não foi apreciado. Conforme informações do Tribunal, mesmo com a aposentadoria do suspeito, a investigação permanece a tramitar normalmente e não será arquivada.

Onildo Pereira da Silva é outro juiz investigado na ‘Operação Expresso 150’. Silva teve o pedido de aposentadoria aceito na semana passada. Pelo Diário da Justiça foi divulgado que o suspeito se aposentou por tempo de contribuição com vencimentos de R$ 28,9 mil.

Ambos os juízes estão afastados das suas funções desde o dia 13 de junho. Na data, agentes da Polícia Federal vasculharam os gabinetes dos magistrados. A ‘Operação Expresso 150’ investiga, desde 2013, um esquema de venda ilegal de habeas corpus nos plantões do TJCE.