Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Senado aprovou nessa quarta-feira um projeto de lei que permite a incorporação da verba destinada ao pagamento de precatórios não sacados por dois anos. O texto, aprovado na Câmara em junho, segue agora para sanção presidencial.

Esses recursos são a principal aposta do governo para obter receitas extraordinárias no curto prazo e desbloquear parte do Orçamento na revisão que será divulgada no fim deste mês. O projeto permite que o governo incorpore às suas receitas os valores de precatórios vencidos há mais de dois anos e que não sacados por seus beneficiários. Precatórios são dívidas decorrentes de decisões judiciais.

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), relator do projeto, esclareceu que, embora o governo esteja incorporando esses recursos à sua receita, o dinheiro será devolvido aos beneficiários assim que houver a solicitação.