Categorias
Educação

CNPq deve suspender 2 mil bolsas universitárias no Ceará

Cerca de 2.295 pesquisadores do Ceará poderão ficar sem o pagamento de bolsas universitárias a partir de outubro, segundo o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Em nível nacional, 83.405 estudantes de graduação e pós-graduação estão na mesma situação. Para regularizar o repasse do benefício, o órgão diz precisar de R$ 330 milhões.

Através desse bloqueio de R$ 47 milhões anunciado pelo Governo Federal em abril deste ano. Os novos bolsistas da UFC não poderão ocupar mais essas vagas existentes. Esta decisão foi oficializada pela Pró-Reitoria de Planejamento e Administração no dia 1º de agosto.

O corte no orçamento da universidade deverá atingir as áreas de pesquisa e pós-graduação, graduação, extensão, assuntos estudantis e relações internacionais, além da Secretaria de Tecnologia da Informação, de Cultura e Arte e Escola Integrada de Desenvolvimento e Inovação Acadêmica.

Categorias
Educação Cotidiano

Pesquisadores da Uece realizam estudo para avaliar índice de qualidade da água do rio Cocó

O Núcleo de Estudos Ambientais (NEA) da Universidade Estadual do Ceará (Uece) está realizando um amplo estudo para avaliação do índice de qualidade da água (IQA) no estuário do Rio Cocó. O objetivo do estudo é determinar o índice de qualidade da água (IQA) no trecho do Parque Cocó que sofre influência direta dos ciclos de maré (estuário), avaliando de que forma a variação entre vazante e cheia altera os parâmetros de IQA.

A área do estuário está totalmente inserida no Parque Ecológico do Cocó. Por ter suas regiões no sistema fluvio-estuarina e de manguezais completamente inseridas na região metropolitana da cidade de Fortaleza, é caracterizado como rio urbanizado.

Regiões de estuários são importantes nichos ecológicos, pois são compostas por rica diversidade de espécies animais e utilizadas como áreas de berçário, reprodução, alimentação, crescimento e abrigo para diversas espécies de animais marinhos. A composição, abundância e diversidade da ictiofauna é diretamente influenciada por fenômenos naturais que ocorrem na região e no entorno do complexo estuarino, bem como, pelas ações antrópicas que concorram para alteração do equilíbrio do complexo.

A análise da qualidade das águas desse estuário é um importante instrumento na orientação de medidas que possam ser adotadas no sentido da preservação da ictiofauna do parque e das condições de balneabilidade do rio. Os dados coletados poderão predizer se o estuário funciona com fonte ou uma armadilha para os poluentes e orientar formas eficientes de mitigação dos danos ambientais provocados na região.

O estudo é feito em parceria com a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (SECITECE), Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI-NE), Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação (ITIC) e o Instituto de Ciências do Mar da Universidade Federal do Ceará (UFC), estão

A pesquisa

O projeto de trabalho vem sendo discutido há mais de um mês e a coleta de dados teve início na última quarta-feira, dia 18 de julho.

A equipe de campo é composta pelos pesquisadores Ana Lúcia Eufrázio Romão, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Naturais de UECE; Roberta Ingrid de Oliveira Damasceno, graduanda em Química da UECE; Remo Raulison, do CTI-NE; e recebe o apoio logístico da Polícia Militar Ambiental, através do tenente-coronel Ricardo Colares Barbosa. As medições de parâmetros físico-químicos são realizadas com o uso de uma sonda multiparamétrica modelo Aqua TROLL 400 e coletas de amostras de água e moluscos.

As amostras coletadas estão sendo analisadas no Sistema de Laboratórios em Nanoteconologia e Biomateriais da UECE e no Laboratório de Avaliação de Contaminantes Orgânicos (UFC). A equipe de laboratório conta com os professores Carlucio Roberto Alves (Uece), Átila de Lira Gondim (Uece), Aristides Pavani Filho (CTI-NE) e Rivelino Martins Cavalcante (UFC).

Categorias
Educação

Secretaria Municipal de Saúde de Caucaia celebra convênio com a Uece

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) celebrou nessa terça-feira (23/7) convênio com o Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Estadual do Ceará (Uece). Com isso, Caucaia se tornará campo de estágio para os cursos de saúde da instituição.

“A iniciativa proporcionará a capacitação de alunos da área de saúde e o que é melhor: sem nenhum custo para a Prefeitura. É mais uma conquista do prefeito Naumi Amorim, que se empenha para o bem-estar e desenvolvimento da população”, declara o titular da SMS, Moacir Soares.

Conforme a SMS, as atividades de estágio supervisionado do internato do curso de Medicina já iniciam no próximo dia 2 de agosto. Em seguida, o cronograma segue com os cursos de Enfermagem, Nutrição, Terapia Ocupacional, Odontologia, Ciências Biológicas e Educação Física.

Na próxima terça-feira (30/7), a partir das 14 horas, na sede da SMS, no Centro de Caucaia. técnicos da Uece farão uma apresentação da grade dos cursos para apreciação da Secretaria.

Categorias
Educação Cotidiano

Governo do Ceará libera R$ 6 milhões para bolsas da Funcap

O Governo do Ceará destinou à Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (Funcap), nesta semana, R$ 6 milhões para assegurar a continuidade de pagamento e implementação de bolsas de iniciação científica, mestrado e doutorado para estudantes de graduação e pós-graduação do Estado. O valor adicional complementa os recursos já inicialmente liberados. A ação tem como objetivo assegurar a continuidade da atividade científica e da formação de alta qualificação.

Em decorrência dessa decisão, a Funcap divulga nesta quarta-feira (17) em sua página na Internet o resultado do edital 11/2018, do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica (BICT). Através desse edital, foram concedidas 755 bolsas destinadas a incentivar talentos no meio acadêmico, possibilitando a participação em projetos de pesquisa orientados por pesquisadores qualificados, em todas as áreas do conhecimento.

O repasse dos recursos e o resultado do edital são ações que compõem o esforço iniciado em 2018 pelo Governo do Ceará para aumentar, gradativamente, o percentual destinado à Funcap para apoio a ciência e tecnologia no Estado, chegando a um percentual de 2% da receita líquida até 2027. A expectativa é de que no final do período (2018-2027) o total investido chegue a aproximadamente R$ 2 bilhões.

Categorias
Educação Cotidiano

Cursinho Pré-Universitário da Uece recebe inscrições até 26 de julho

O Curso Pré-Universitário UeceVest, da Universidade Estadual do Ceará (Uece), está com inscrições abertas até o próximo dia 26 de julho. A inscrição deve ser realizada online por meio de cadastro pelo site.

Para confirmação e finalização da inscrição é necessário entregar documentação na coordenação do UeceVest: comprovante de pagamento de inscrição, três vias do contrato, cópia do RG, do CPF, do certificado de conclusão do Ensino Médio ou declaração que está cursando, do comprovante de residência com CEP e duas fotos 3×4.

O cursinho intensivo tem duração de cinco meses. O aluno terá direito ao material didático, bem como a carteira de estudante mediante pagamento de taxa estipulada pelo DCE/ETUFOR.

Mais informações: 3101.9658/ 98726-2127(WhatsApp)

Categorias
Educação

Uece abre seleção para 120 vagas de professores substitutos e temporários

O Governo do Ceará publicou no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (26) edital de seleção pública de professores substitutos e temporários para a Universidade Estadual do Ceará (Uece) com 26 e 94 vagas, respectivamente. A remuneração vai variar entre R$ 987,28 e R$ 5.641,54, dependendo da carga horária, que poderá ser de 20h e 40h.

As inscrições serão feitas no período de 11 a 25 de julho e exclusivamente no site da instituição (www.uece.br/cev). O valor da taxa a ser paga é de R$ 120. Após isso, o candidato deverá entregar a ficha de inscrição preenchida, assinada e sem rasuras, com toda a documentação solicitada no edital, na sede da Uece (Av. Dr. Silas Munguba, 1700, Fortaleza-CE), entre as 8h e as 17h. Há também a opção de enviar via postal (Sedex ou carta com Aviso de Recebimento). Poderão concorrer professores graduados, especialistas, mestres e doutores. A seleção será por meio de uma escrita dissertativa e outra didática, as duas com caráter eliminatório e classificatório.

Os professores substitutos e temporários aprovados atuarão nos centros de Ciências da Saúde; Ciências e Tecnologia; Estudos Sociais Aplicados; Humanidades; e Educação, além das faculdades de Educação Ciências e Letras do Sertão Central; de Educação Ciências e Letras de Iguatu; de Veterinária; de Filosofia Dom Aureliano Matos em Limoeiro do Norte; e de Educação de Crateús. O Centro de Educação, Ciências e Tecnologia da Região dos Inhamuns, em Tauá, também receberá docentes selecionados.

Segundo a professora Germana Paixão, coordenadora da Comissão Coordenadora de Concurso Docente, o candidato convocado para contratação que não aceitar ou não comparecer ou tiver impedimento de ser admitido perderá o direito à vaga e será eliminado da Seleção. A substituição será feita pelo candidato subsequente da lista de classificação do mesmo Setor de Estudos/Área e Unidade de Ensino.

Categorias
Cidade

Assembleia Legislativa realiza audiência pública para debater implantação de termelétrica

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento do Semiárido realiza, nesta quarta-feira (26), audiência pública para tratar os impactos da instalação da Usina Termoelétrica UTE Portocem, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).

 A audiência, que será no Complexo de Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa, foi solicitada pelo deputado Renato Roseno (Psol), com objetivo avaliar o impacto ambiental para a região e o Estado. O parlamentar ressalta que o debate é uma oportunidade para avaliar interferência do empreendimento no clima, recursos hídricos, saúde e qualidade do ar em decorrência da instalação e operação.

Foram convidados para a  audiência representantes das secretarias municipais de Meio Ambiente de Fortaleza, Caucaia e São Gonçalo do Amarante; o secretário da estadual, Artur Bruno; Superintendência do Meio Ambiente (Semace), o presidente da Comissão de Direito Ambiental da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), João Alfredo Telles, o doutor em Ciências Atmosféricas e professor da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Alexandre Araújo Costa, entre outros.

Categorias
Saúde

Uece tem maior hospital veterinário do Norte e Nordeste do Brasil

No Campus do Itaperi, em Fortaleza, a Universidade Estadual do Ceará (Uece) se destaca nacionalmente com o Hospital Veterinário Dr. Sylvio Barbosa Cardoso (HVSBC), o maior do Norte e Nordeste do Brasil. Inaugurado em 9 de setembro de 2016, o equipamento é ligado à Faculdade Veterinária (Favet) e tem seu quadro de funcionários formado por profissionais médicos veterinários contratados, docentes e servidores técnico-administrativos.

O Hospital Veterinário da Uece conta com área coberta de 5.432 m², situando-se na lateral leste do Itaperi. O atendimento aos animais é feito no horário comercial. Na recepção, são distribuídas as senhas para os criadores nos turnos da manhã (42 vagas) e da tarde (42 vagas), dentro do número de vagas diário que totaliza 84 animais.

Entre os serviços que são oferecidos está o atendimento clínico veterinário, aplicação de vacinas, exames, cirurgias, unidade de tratamento intensivo (UTI), orientação técnica nas práticas de criação, identificação e controle de natalidade de animais abandonados.

Para o diretor do Hospital Veterinário, professor Dárcio Ítalo Alves Teixeira, toda a equipe está “empenhada em manter a missão do equipamento para o desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão, em consonância com fundo social da Uece, por meio da prestação de serviços em situação real de trabalho, promovendo o bem estar e saúde dos animais”.

Categorias
Educação

Laboratório da Uece é responsável por comprovar atividades medicinais de plantas do semiárido nordestino

É comum da tradição popular o tratamento de dores e desconfortos por meio da utilização de plantas que desempenham função medicinal. Os chás para curar dores no corpo e desconfortos, agir em cicatrização e inflamações, e por aí se alonga a lista escrita desde os antigos. Com o avanço de pesquisas laboratoriais, o meio acadêmico certificou e aprofundou a utilização de herbáceas dentro de suas capacidades de oferecer compostos químicos específicos que são eficazes no combate a uma série de doenças.

É este propósito que guia os trabalhos do Laboratório de Química de Produtos Naturais (LPN) da Universidade Estadual do Ceará (Uece), responsável por validar e identificar atividades medicinais em cerca de 50 plantas do semiárido na região Nordeste.

Referência na área das Ciências Naturais, a professora Selene Maia de Moraes está à frente dos trabalhos do laboratório desde 1998. É titular da Uece em cursos de graduação, assim como dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Naturais, Biotecnologia e Ciências Veterinárias. Ensina acerca de bioquímica aplicada, produtos naturais e compostos bioativos.

Ela explica que, na Uece, pesquisadores têm se empenhado em estudos que colhem informações do conhecimento popular e exploram com tecnologia e inovação a produção científica que objetiva ampliar as soluções medicinais para enfermidades.

“No Laboratório de Produtos Naturais fazemos um trabalho de mostrar o poder das plantas, principalmente da Caatinga, que não dispõe de muito estudo. A gente realiza o levantamento dos constituintes químicos e das atividades contidas nas plantas. Aqui conseguimos orientar os alunos de Mestrado, Doutorado e Iniciação Científica. Com esses trabalhos, fazemos publicações em revistas nacionais e internacionais. Obtendo-se diversos trabalhos e produzindo patentes com materiais novos vindos das herbáceas, conseguimos vários projetos e financiamento para poder comprar todos esses equipamentos vistos no laboratório”, destaca a professora universitária.

Categorias
Educação

Vestibular 2019.2 da Uece começa no próximo domingo

O segundo Vestibular de 2019, da Universidade Estadual do Ceará (UECE), tem inicio no próximo domingo, dia 16 de junho, com uma Prova de Conhecimentos Gerais de múltipla escolha, compreendendo Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Geografia, História, Matemática, Física, Química, Biologia, Sociologia e Filosofia. O certame ocorre das 9h às 13h e conta com 12.785 candidatos inscritos.

Os 12.785 candidatos disputam 1.914 vagas, das quais 1.196 são para os cursos da Capital e 718 vagas para as unidades da Uece, no Interior do Estado, localizadas nos municípios de Itapipoca, Crateús, Limoeiro do Norte, Iguatu e Quixadá.

O presidente da Comissão Executiva do Vestibular (CEV), professor Fábio Perdigão, recomenda aos candidatos, que cheguem ao seu local de prova, com uma hora de antecedência, isto é, às 8h. Fábio Perdigão informa ainda, quanto ao celular, é melhor não trazê-lo, pois o mesmo poderá eliminá-lo do certame.

A 2ª Fase do certame acontecerá nos dias 21 e 22 de julho de 2019 (domingo e segunda-feira respectivamente), com a realização de quatro Provas: uma de Redação e três Específicas, de acordo com o curso de opção do candidato.

O Cartão de Informação do candidato, com os endereços e locais de prova estará disponível no site www.uece.br/cev nesta quinta-feira, 13 de junho.

O Vestibular de 2019.2 será realizado nas sedes da Uece, no campus Itaperi, situado na Avenida Silas Munguba, 1.700 e no Centro de Humanidades (CH), localizado na Avenida Luciano Carneiro, 345, campus Fátima, nas unidades dos municípios já citados acima e em vários Colégios da Rede Pública e Particular de Fortaleza.

A Uece nos seus 44 anos de fundação já formou quase 68000 profissionais nos seus diversos cursos de graduação.

Mais informações podem ser obtidas na sede da CEV, campus do Itaperi, situada na Av. Dr. Silas Munguba, 1700, no endereço eletrônico www.uece.br/cev ou pelos telefones 3101.9710 ou 3101.9711.