Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
O deputado Carlos Matos (PSDB) está empolgado. Ele acabou de chegar de uma viagem de dez dias a Israel onde foi conhecer experiências daquele país para solucionar o problema do abastecimento d’água e as tecnologias aplicadas na área de recursos hídricos. Segundo o parlamentar – que é presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional, Recursos Hídricos, Minas e Pesca da Casa -, a comitiva era formada por representantes do Governo do Estado, do Banco do Nordeste, de universidades e da imprensa.

Entre as atividades, foi realizada uma visita à empresa de abastecimento de água Mekorot. “Em Israel existia um grande desafio, já que a terra era um grande deserto inóspito, mas, com os desenvolvimentos tecnológicos e inovação, Israel pode dizer que não depende mais da chuva para o abastecimento do País”, afirmou.

Carlos Matos ressaltou que 80% da água consumida no País é oriunda da dessalinização, e o índice de desperdício de água não passa de 10%. “O desperdício de água no Ceará chega a 40%, e aqui não reaproveitamos nada. Aprovamos a Lei de Reúso, mas não existe uma política para a prática do reúso de água”, criticou.

O deputado adiantou ainda que vai propor audiência pública com todos os participantes da viagem para dividir os conhecimentos e apresentar as demais tecnologias aplicadas em Israel. “É importante que possamos ter vontade política de encontrar soluções para a estiagem do Estado”, defendeu.

O parlamentar também informou que quer se reunir em Brasília com o Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. “Temos que cobrar do Governo Federal a retomada das obras (de transposição) do São Francisco. É necessário correr atrás de soluções. Essa missão em Israel nos encorajou a buscar novos caminhos”, enfatizou.

 

Fonte: Assembleia Legislativa