Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A troca de farpas e agressões entre deputados estaduais obrigaram o petista Fernando Santana a suspender, por volta das 11h:15min, a sessão ordinária da Assembleia Legislativa. A suspensão foi comunicada após os gritos de vagabundo que ecoavam no Plenário. Foram cinco minutos de intervalo para os ânimos ficarem serenados no Plenário.

O ambiente azedou após um pronunciamento do estadual Leonardo Araújo (MDB) com acusações contra o ex-vice-governador Domingos Filho e o deputado federal Domingos Neto. Os deputados Osmar Baquit e Apóstolo Henrique, ao manifestarem solidariedade a deputada Patrícia Aguiar, negaram aparte a Leonardo. Leonardo pediu direito de resposta, mas não teve o apelo atendido e expressou indignação.

Patrícia Aguiar, mãe de Domingos Neto e esposa de Domingos Filho, saiu em defesa da família e se disse agredida pelo deputado Leonardo que os acusou de formar uma oligarquia. O emedebista voltou a fazer a acusação a Domingos Filho e Domingos Neto de usarem o Orçamento da União para chantagear prefeitos do Ceará.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp